• Español
  • Français
  • English
  • Português

Neste ano, Brasil deverá registrar a menor participação no comércio mundial

11 novembro 2016

Autor(es): Welber Barral

publicado por Valor Econômico

O Brasíl está muito aquém do seu potencial competitivo no que diz respeito ao comércio multilateral. Neste ano, o país deverá registrar a menor participação no comércio mundial e pela primeira vez em mais de dez anos essa participação ficará abaixo de 1%, podendo chegar a pouco mais de 0,7%.

Em meio ao cenário de desaceleração da economia mundial, a crise econômica brasileira acaba sendo mais um fator negativo e será necessário um esforço crítico para imprimir um aumento da competitividade dos produtos nacionais no exterior.

O Acordo de Facilitação de Comércio da OMC assinado na IX Conferência Ministerial, realizada em Bali em 2013, e ratificado pelo Congresso Nacional brasileiro no primeiro semestre deste ano, contempla ações que, ao serem implementadas no Brasil, além de proporcionar o aumento da transparência e reduzir a burocracia, poderão elevar a competitividade dos produtos nacionais sem depender do ânimo do mercado internacional.

Leia artigo de Welber Barral, Sócio da Barral M Jorge, publicado no Valor Econômico de hoje sobre o tema.


© 2000  2014. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.